Cuidados com os gramados em época de baixa umidade

2 Comentários

      Dias ensolarados e temperaturas amenas durante o dia, nem sempre indicam que a qualidade do ar esteja tão boa quanto imaginamos. Todos nós sabemos que nesta época do ano devemos ficar alertas com os riscos causados pela baixa umidade do ar. Os efeitos diretos são sentidos em nosso próprio corpo, como complicações alérgicas e respiratórias, ressecamento de pele e aumento do potencial de incêndio em pastagens e florestas.

      Além de comprometer seriamente a saúde humana, as plantas também sofrem com este clima. No caso das gramas, através de processos fisiológicos, tentam reter a maior quantidade possível de umidade.

      Mais especificamente, as folhas da grama Esmeralda se enrolam e ganham um aspecto de “agulha”, paralelo a isto, o desenvolvimento natural é reduzido ou mesmo interrompido.

      A Itograss comercializa uma variedade de gramas que possuem relativa resistência à seca como, por exemplo, a Imperial e Esmeralda, que são bem resistentes desde que haja uma atenção com a reposição da umidade no solo através da irrigação. É importante acompanhar o desenvolvimento do gramado, regulando a quantidade e frequência desta operação até a volta do período chuvoso.

      Quando o assunto é adubação, não se preocupe tanto. Recomendamos que qualquer programa de reposição de nutriente tenha início com o aumento de temperatura e umidade do ar. Demais operações como poda, controle de ervas daninhas e outros, devem continuar sendo feitas normalmente, conforme a necessidade do gramado.

temposeco_itograss

      Quer adquirir grama de qualidade? Clique aqui!

2 respostas para "Cuidados com os gramados em época de baixa umidade"

  • Boa noite.
    Tenho uma casa em Angra, onde chove muito. Plantamos a grama esmeralda , mas houve uma infestação de piolho de cobra. Existe algum produto defensivo natural que não estrague a grama? Já tentamos o “capataz” mas não adiantou. É muito bichinho e o gramado está sofrido..

    • Olá, Maria. Desconhecemos infestação de piolho de cobra. Essa foi novidade até para nós!

      Busquei na internet algumas alternativas mas infelizmente não encontrei. Conversando com nosso biólogo ele sugeriu o uso da cal virgem em pequenas quantidades. Ele pode além de corrigir a acidez do solo, impedir o aumento dos piolhos de cobra. Mas não é uma certeza!

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *