Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Você sabe quais são os benefícios das sementes de chia?

      O consumo de sementes de chia (Salvia hispanica L.) tem se tornado cada vez mais comum no Brasil, principalmente devido aos seus excelentes atributos nutricionais, que trazem diversos benefícios ao organismo, ajudam na prevenção de doenças e proporcionam melhor qualidade de vida.

      Você sabe quais são os benefícios das sementes de chia?

imagem-1-2

– Possuem elevados teores de proteínas (de 15 a 25%), participantes de todas as estruturas do corpo, essenciais em dietas para perder gordura e em exercícios físicos;

– Composto por 25 a 35% de lipídios, fornecedores de calorias (energia);

– É uma das melhores fontes saudáveis de fibras conhecida. Em sua composição química há de 18 a 30% de fibras dietéticas, que promovem movimentos intestinais e efeito regulador. Por isso, é recomendada em casos de constipação;

– Possui vitaminas: riboflavina (auxilia na produção de energia), niacina (possui importante papel no metabolismo celular e na reparação do DNA), tiamina (importante para o bom funcionamento do sistema nervoso, dos músculos e do coração);

– Nota-se a presença de antioxidantes, os quais têm comprovados efeitos contra doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer. Também possuem elementos antioxidantes de eliminação de radicais livres, além de ação antibacteriana, anti-inflamatória, antialérgica, antiviral, anti-tumor, anti-isquêmica e vasodilatadora;

– As sementes de chia possuem elevados teores de fósforo, potássio, magnésio e, principalmente, cálcio, além de baixo teor de sódio (o que torna uma excelente alternativa para pessoas que sofrem de pressão alta);

– Possui alto teor de óleo, cerca de 40% do peso da semente. Dessa fração, quase 60% é composta de ômega-3, considerado essencial, pois o corpo não é capaz de sintetizá-lo. O consumo do ômega-3 está associado à redução do colesterol e da pressão arterial, prevenindo problemas cardíacos, além de diminuir as chances de proliferação de células cancerígenas e de doenças do sistema nervoso. A baixa ingestão de ômega-3 tem sido associada também a desordens psíquicas, como depressão, ansiedade e agressividade;

– O alto teor de óleo, proteína, antioxidantes e minerais encontrados nas sementes faz com que muitos nutricionistas recomendem o consumo da chia durante os processos de reeducação alimentar;

– O consumo de chia tem mostrado bons resultados no controle do peso corporal, nos níveis de glicemia, preferencialmente após refeições. Assim, sua ingestão pode auxiliar na redução de doenças, como obesidade, diabetes, hipertensão arterial e outras doenças cardiovasculares;

– Tem a capacidade de aumentar a imunidade, prevenir a osteoporose e reduzir os níveis de triglicerídeos (gorduras armazenadas pelo corpo, como as dos quadris ou barriga);

– Atua contra a prisão de ventre;

– Como a semente de chia não possui glúten, é adequada para consumo por pessoas celíacas;

– Por ter ações anti-inflamatórias, a semente de chia é recomendada para pessoas asmáticas.

– O gel produzido ao hidratar o grão de chia é composto por um tipo de fibra solúvel (mucilagem). No intestino delgado, essas fibras aumentam o tempo de digestão de carboidratos, enquanto aumentam a sensação de saciedade. Pelo fato da digestão ocorrer de forma mais lenta, observa-se a manutenção dos níveis de açúcar no sangue, sendo útil na prevenção e controle do diabetes (mas é importante procurar um médico antes);

      Apesar de todas essas qualidades, algumas pessoas devem ter cuidado ao ingerir sementes de chia.

– Sementes de chia podem se expandir até 27 vezes seu peso, sendo assim, se elas não forem hidratadas antes da ingestão, podem se expandir em seu esôfago, estomago ou intestino, por esse motivo, antes de comer sementes de chia, aconselha-se misturá-la em algum líquido para permitir que se expandam;

– Algumas pessoas podem ser alérgicas às sementes;

– Pessoas com problemas de deglutição devem procurar um médico/nutricionista antes de consumi-la

– O ômega-3 pode baixar ainda mais a pressão sanguínea, sendo assim, pessoas que sofrem com pressão sanguínea baixa devem ter cuidado;

– Ao tempo em que a chia pode regular a glicose também pode superestimular remédios que controlam o nível de açúcar no sangue. Sendo assim, diabéticos devem procurar um médico/nutricionista.

– A chia pode potencializar o efeito de anticoagulantes, aumentando o risco de hemorragias. É recomendado que hemofílicos também evitem o consumo das sementes.

      Se você deseja ter uma planta de Salvia hispanica em sua casa, aqui vão algumas dicas agronômicas:

imagem-2

  1. Salvia hispanica L., conhecida com “salvia espanhola”, “artemisa espanhola”, “chia mexicana”, “chia negra” ou simplesmente “chia”, é uma planta herbácea anual originária das áreas montanhosas do oeste e centro do México e Guatemala.
  2. No Brasil, alcança 2 metros de altura se for semeada nos meses favoráveis ao seu desenvolvimento (outubro e novembro), e é colhida no mês de maio. O plantio da chia também pode ser feito nos meses de março e abril, após a colheita da primeira safra de grãos, sendo conduzida até o final de agosto.
  3. Os fatores ambientais que mais influenciam a germinação são a temperatura, salinidade, luz e umidade do solo.
  4. A salinidade e a temperatura são os fatores que mais influenciam na germinação das sementes em áreas secas. Porém, os efeitos da temperatura são mais severos.
  5. A planta prefere solos de textura média a arenosa, e não tolera alagamentos.
  6. É tolerante a acidez e a seca, mas não suporta geadas.
  7. Requer plantio a pleno sol e temperaturas amenas durante a noite, a frutificação não ocorre em condições de sombra. Apesar de tolerar condições de solos ácidos, a faixa de pH ideal para o cultivo situa-se entre 6,5 e 7,5.
  8. Por se tratar de uma espécie sensível ao fotoperíodo, é considerada uma planta de dias curtos, o ciclo da cultura pode variar entre 90 até 150 dias.
  9. Devido à baixa quantidade de reservas na semente, requer baixas profundidades de semeadura, suficientes apenas para deixar a semente recoberta pelo solo.
  10. O controle de plantas daninhas é extremamente importante quando as plantas ainda são pequenas.

 

Gilberto Cardoso

http://pergunteaoagronomo.com.br

contato@pergunteaoagronomo.com.br

Comments

comments

Posts relacionados

Uma resposta para “Você sabe quais são os benefícios das sementes de chia?”

  1. Maria Cristina disse:

    Como ingerir chia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio