Como recuperar uma planta seca

5 Comentários

      As nossas queridas plantas, assim como nós seres humanos, passam por momentos ruins e difíceis. Muitas vezes é possível identificar a causa mas muitas vezes não. Quando as folhas estão murchas, provavelmente o problema é falta d’água. No entanto nem sempre é tão simples assim identificar o problema de nossas amiguinhas. Alguns dos problemas corriqueiros são excesso ou falta de sol, clima seco ou pobreza de nutrientes no solo.

     Listamos algumas dicas básicas para que você possa tentar salvar sua planta. Mas, é importante lembrar que a melhora nem sempre (quase nunca) é imediata e pode levar até dois meses para que você comece a notar uma melhora na saúde das plantinhas, por isso, seja paciente e não desista de recuperá-las.

Apare as folhas mortas e galhos secos

      Com muito cuidado retire todas as folhas mortas de sua planta, sempre com muita atenção em relação aos brotos pois, mesmo com aspecto estranho eles possuem grande potencial de crescimento. Quando for cortar os galhos, comece pelo topo e apare uma pequena quantidade por vez. A cada galho que cortar lembre-se de verificar a cor do centro do caule. Muitas vezes o caule parecerá morto mas você encontrará a coloração esverdeada no centro dele à medida em que o corte for se aproximando das raízes. Quando chegar a esse ponto, pare de cortar. Após um curto período (um mês aproximadamente) galhos novos começarão a crescer sobre os antigos.

Troque de vaso a sua planta

      Muitas vezes cultivamos plantas que foram germinadas a partir de sementes e por isso elas estão em pequenos vasos. Porém, se a planta crescer muito é mais do que necessário aumentar o tamanho do vaso para que haja mais espaço para o desenvolvimento dela e de suas raízes. E é justamente prestando atenção nessas raízes que você saberá quando deverá realizar o replantio. Quando elas começarem a ficar visíveis e saírem do vaso, troque o recipiente por um vaso maior e que possua furos na parte inferior para que possa ajudar na drenagem. É importante que realize uma pesquisa sobre a espécie plantada antes para verificar se existe algum requisito especial para ela nesse processo. Muitas vezes não é preciso colocar mais terra.

Cheque os níveis de umidade do ambiente em que a planta está

      A grande maioria das espécies gosta de ambiente úmido. Caso note que o solo em que sua planta está tem ficado continuamente seco, mesmo com regas diárias, saiba que os níveis de umidade podem estar muito baixos. Para corrigir isso, coloque uma panela rasa cheia de cascalho ou pedrinhas debaixo de sua planta. Coloque um pouco de água nessa panela e certifique-se que a água não irá ultrapassar o cascalho. A água irá evaporar e assim aumentará automaticamente a umidade em torno de sua amiguinha.

Controle a luz solar

      Sua plantinha têm folhas queimadas e amareladas? Essas características são sinais de muita exposição ao sol. Nunca apresentou nenhuma floração? Sinal de pouco sol. Realizar o controle do sol é extremamente importante pois é um fator que determina o crescimento e desenvolvimento das espécies. Teste colocá-las em diferentes locais onde o sol as atinja de forma direta mas sempre prestando muita atenção em quanto tempo elas receberão a luz direta. Principalmente se você morar em uma região com muita incidência de luz solar.

Adicione nutrientes

      As plantas são seres vivos e assim sendo, também precisam de nutrientes para se manterem saudáveis. Borra de café, casca de ovo, restos de vegetais… todos esses itens são adubos orgânicos que fornecem nutrição às plantas. Por isso é importante realizar a adubação sempre que notar enfraquecimento da planta, para que ela possa repor seus nutrientes e continuar seu desenvolvimento de maneira saudável.

3348268

      Outra técnica muito interessante que existe para tentar recuperar sua planta é após retirar as folhas e galhos secos, colocar a planta (com o bloco de terra que fica em volta da raiz) num recipiente maior do que seu tamanho e cheio de água morna, essencial para maior absorção de água na terra. Após deixar a planta hidratando por alguns minutos, retire-a do recipiente e coloque-a sobre um prato para que o excesso de água seja drenado. Após isso, leve-a de volta ao vaso ou área de plantio.

      Observe diariamente o comportamento da planta. É importante que o solo permaneça úmido para que aos poucos a planta recupere seu vigor.

5 respostas para "Como recuperar uma planta seca"

  • Ótima orientação. Tenho alguns vasos de folhagem que me descuidei. Vou tratar delas . Obrigada . Gostaria de enviar fotos de uma orquídea que tenho para saber mais sobre elas. São amarelas e dão em cantos . No meu Facebook tenho fotos dela . Lurdinha.

  • Esta loja é muito especial e trata os clientes como se trata uma bela planta com muito carinho sou encantado com o atendimento super especial de todos da plantei incluisive a Walkiria que sempre esta disposta a fazer o melhor para o encantamento das compras efetuadas.
    Parabens a toda equipe

  • Bom dia. Gostei muito das orientações. Amo o verde, principalmente as plantas, tenho 04, e cuido muito bem, elas estão muito bonitas, a cada dia aparece novas folhas, 02 estão no vaso(jardineira) e 02 em aquários.
    O que eu quero, é saber como fazer para avivar/reanimar, trazer de volta vida a planta/tronquinho. Esta planta pertence a uma vizinha que mora no andar debaixo, vi que a planta/tronquinho estava muito seco, sem vida e sem qq folha, perguntei a vizinha se podia trazer para cuidar, ela deixou. Esta vizinha, não cuida das plantas que tem, não rega, não deixa entrar ventilação e nem sol dentro do apto. lá é muito abafado/quente. Trouxe a planta/tronquinho, fiz de tudo, troquei de vaso, troquei a terra por outra adubada, mas mesmo assim, ela não reage. O que pode ser feito? Quero muito ver esta plantinha/tronquinho vivo novamente. Pois tudo, não só às plantas/verde, mas como tudo é criação de Deus Todo Poderoso.
    Podem me ajudar, o que tenho que fazer? A vizinha perguntou da planta/tronquinho, e disse que estou tentando, mas……
    Aguardo retorno

    Obrigada.

    Sandra

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *