Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

A participação das crianças no cultivo de plantas como processo educativo

O mundo passa por um momento de ressignificação da relação do homem com a natureza. Então, cada vez mais, será necessário conscientizar da necessidade de estabelecer uma relação mais ética com o meio ambiente. Dessa forma, é bom começar pelas crianças, ensinando que somos parte da natureza e dela dependemos para sobreviver.  Uma das formas é envolver os pequenos no cultivo de plantas com a finalidade de ofertar um momento de recreação mas que também seja de educação.

Ainda mais em período de férias, o cultivo de plantas com crianças é uma boa dica para entretê-las no auxílio ao cuidado do jardim assim como da horta. Dessa maneira, é possível que os pequenos aprendam noções de sustentabilidade, tão necessárias para encarar os desafios desse início de século. É preciso deixar claro a eles que os recursos naturais do planeta são finitos, cabendo-nos cuidar da natureza e buscar um modelo que combine desenvolvimento econômico com preservação ambiental: assim sendo, um modelo de desenvolvimento sustentável.

Mas quais atividades podem ser feitas?

É importante dar liberdade às crianças para que elas mesmas ponham a mão na massa

Em jardins ou hortas, o cultivo de plantas pode gerar diferentes atividades para serem desenvolvidas com as crianças. Em todas elas, sendo possível adotar um viés pedagógico. Então, confira sugestões:

• Preparo dos vasos ou canteiros para plantio com ferramentas para crianças;

• Preparo do solo e adubação orgânica;

• Semeadura e acompanhamento do crescimento das plantas;

• Confecção de desenhos para identificação de hortaliças em canteiros;

• Capinas e limpeza dos canteiros e vasos;

• Eliminação das partes doentes das plantas;

• Colheita de hortaliças.

O ciclo de vida das plantas

Relação com as plantas pode estimular o consumo de alimentos mais saudáveis

Envolver as crianças nas diferentes etapas do cultivo de plantas vai permitir a elas ter uma noção do ciclo de vida na natureza. Aliás, um experimento bastante conhecido nesse sentido é o do plantio de um pé de feijão em algodão. Comumente desenvolvido nas escolas, ele possibilita o acompanhamento das suas diferentes etapas de vida desde o brotar e o surgir das raízes até o aparecer das vagens e a morte.

No exemplo, para o feijão chegar ao ponto de colheita é preciso cuidado, o que inclui a mudança da muda do algodão para a terra. Então, ao acompanhar todo esse processo é importante destacar a importância desse cuidado, educando sobre o plantar e colher.  Pois, como já dito, dependemos da natureza para sobreviver e, se dela cuidarmos, colheremos seus frutos, seja através da produção de alimentos e/ou do simples acesso a um ambiente saudável para a vida humana.

Ensinamentos para a vida

Atividade pode contribuir para uma geração mais consciente do respeito ao meio ambiente

A participação das crianças no cultivo das plantas pode ser o ponto de partida para uma relação amistosa entre esses futuros adultos e o meio ambiente. Além disso, pode gerar uma série de outros benefícios oriundos desse contato, como a redução do estresse. Além disso, crianças adoram criar coisas com as suas mãos. Então, o interessante é deixá-las sentir a textura da terra e, de fato, serem responsáveis pelo plantio de sementes ou mudas.

Quando o assunto é hortaliças, o envolvimento das crianças no seu cultivo pode ser também um incentivo para que elas apreciem esse tipo de alimento. Como se diz, criança vê, criança faz. Então, que cada pai possa semear em seus filhos a importância do cuidado com a natureza, cultivando esse saudável hábito de ter um espaço reservado para as plantas em casa. Assim sendo, vamos começar a dar exemplo?

Saiba mais: COMO FAZER UMA HORTA EM CASA

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio