Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Como plantar Taioba

      A taioba (de nome científico Xanthosoma sagittifolium) é frequentemente confundida com diversas espécies chamadas de taro. Nome aliás pelo qual também pode ser conhecida. Também é conhecida popularmente como orelha-de-elefante, sendo bastante utilizada como planta ornamental. O que muita gente não sabe, é que esta espécie é uma Panc. Ou seja, uma planta alimentícia não convencional.

      Comestíveis e saborosas, as folhas desta planta já foram bastante apreciadas na culinária mineira, mas acabaram sendo esquecidas ou substituídas com o passar do tempo. Os motivos sobram para voltar a adotá-la como fonte alimentícia, e não apenas para os mineiros. É rica em vitaminas A, B, C e em minerais como cálcio e fósforo. A abundância de ferro faz com que a sabedoria popular lhe atribua a cura da anemia. Uma dica é prepará-la refogada. Por conter ácido oxálico, a planta crua pode causar irritação na boca. Mas, atenção! Existem muitas plantas da família das Araceas, muito parecidas com a taioba, porém não comestíveis.

      A taioba aprecia o clima quente e úmido, com temperaturas acima de 20°C. Clima este que faz com que ela se desenvolva melhor. Em contrapartida, não suporta baixas temperaturas.

      Pode ser cultivada tanto em local com luz solar direta quanto em local com sobra parcial. Porém, o segundo caso é o mais recomendado.

Xanthosoma_sagittifolium

Foto: wikipédia

      Esta incrível planta precisa ser cultivada em solo bem drenado, fértil, rico em matéria orgânica. É importante evitar solos compactados e os muito argilosos. No entanto, suporta bem terrenos sujeitos a encharcamento. O pH ideal do solo situa-se entre 5,8 e 6,3.

      A irrigação da taioba deve ser feita de forma a manter o solo sempre úmido. Plantas adultas são resistentes à seca, mas não crescem bem se faltar água.

      O plantio na maioria das vezes é feito com pedaços de seu cormo ou com rebentos laterais que surgem próximos ao cormo principal. Devem ser plantados de 6 a 10 cm de profundidade, com espaçamento de 1 3 a 1,3m entre as plantas ou de 1 m entre as linhas e 40 a 50 cm entre as plantas.

      O tempo para a colheita das folhas é de 60 a 75 dias depois do plantio. Já a colheita dos cormos pode ser feita de 7 a 12 meses depois do plantio, dependendo do cultivar e das condições de cultivo. Estas partes devem ser desenterradas com cuidado, procurando evitar ferimentos que podem apressar muito sua deterioração.

xanthosoma_siuc_2

Foto: austinbotany.wordpress.com

      Uma informação bem importante é a de que a colheita frequente das folhas atrapalha o desenvolvimento do cormo. Assim, o ideal é plantar com uma só finalidade: colher ou as folhas ou os cormos. Ainda que seja possível colher ambos, mas em menor rendimento.

      Também é válida a informação de que tanto os cormos quanto as folhas devem ser cozidos ou assados antes do consumo para eliminar ráfides (cristais de oxalato de cálcio com a forma de agulhas). Neste cultivar a concentração de ráfides é menor que a presente na maioria dos cultivares de taro (Colocasia esculenta).

      As folhas são um bom substituto para o espinafre e podem ser preparadas da mesma maneira que este.

Comments

comments

5 respostas para “Como plantar Taioba”

  1. aniso luiz disse:

    como obter mudas de taioba

  2. Tamara disse:

    Queria muito plantar taioba. onde consigo mudas?

  3. Otacilio ferreira disse:

    Eu tenho um plantio de taíoba mais não vai muito bem mais agora vou melhora com essa dica obrigado ////

  4. Francisco Javier Ferrés disse:

    Em qualquer lugar da mata atlântica é fácil vc pegar uma muda. Vc não precisa retirar um tubérculo. Se vc puxar com cuidado ela vai se destacar do tubérculo principal e vc vai conseguir tirar uma muda, Normalmente vc vai achar ela na área de limite entre sol e sombra. Rara vez a pleno sol e nunca vi a plena sombra. Espero poder ter ajudado. É importante vc saber reconhecer bem qual é a comestível. Nervura central verde claro. talo verde claro. folha em forma de coração, “costura” nas bordas, etc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio