O que é musgo e como usá-lo nas plantas?

     No mundo da jardinagem ele é super conhecido por ser um substrato muito eficiente. Principalmente quando o assunto é o cultivo de plantas carnívoras ou orquídeas. Estamos falando do musgo esfagno.

     Um tipo de planta da família Sphagnaceae.

     Na natureza, o musgo esfagno aparece sobre rochas e troncos, retendo água limpa e indicando que o ambiente é saudável.

     É uma espécie não cultivada, que cresce espontaneamente também em beiras de riachos e lagos.

     Em nosso país, é encontrado em áreas montanhosas (Serra do Itatiaia), nos estados sul e sudeste.

     Uma das características mais interessantes do musgo esfagno é que ele pode atuar como um tipo de substrato para as raízes da planta, e justamente por isso é tão citado na jardinagem.

     A principal função do esfagno como substrato é fornecer água e nutrientes, permitindo as trocas gasosas da planta, proporcionando também o apoio para melhor crescimento das espécies.

     Essa eficiência o torna muito útil para o cultivo de orquídeas, já que essas plantas possuem raízes que precisam de ambientes úmidos para se apoiar.

E o que é substrato?

     Substrato é aquilo que serve de apoio para as raízes das plantas.

     As plantas precisam de um suporte que as sustente e permita que se agarrem firmemente. Isso favorece um crescimento estável e fixo.

     No entanto é muito importante saber que o esfagno não pode ser usado como sustento das raízes. O ideal é que ele seja combinado com outras substâncias.

Como usar o musgo esfagno?

     Se o seu interesse for cultivar orquídeas, é preciso que saiba que a melhor combinação de substratos com o esfagno é a junção dele com outros substratos que realizem o trabalho oposto, ou seja, possuam baixo fator de retenção de umidade.

     Isso facilitará a ventilação.

     Essa não é uma regra e obviamente dependerá da espécie de orquídea que será cultivada.

     Misturar esfagno com a casca de pinus ou o carvão é uma ótima alternativa para a junção de retenção de água com aeração das raízes.

     Uma forma de utilizá-lo no plantio de orquídeas epífitas (que crescem em troncos de árvores) é formar uma bola de esfagno úmido misturado com outro substrato e colocá-lo dentro de uma meia-calça.

     Aí é só fazer um furo nessa bola de meia-calça com esfagno, plantar a orquídea e amarrá-la em algum tronco de árvore com barbante ou tiras de tecido.

     Com o tempo a orquídea começará a soltar raízes que se fixarão no tronco.

     Caso você precise do esfagno para o cultivo de plantas carnívoras, aí sim ele deverá ser utilizado sem nenhum tipo de mistura.

     A cama de plantio perfeita para as carnívoras é justamente o esfagno, pois recria o ambiente natural de crescimento dessas plantas, oferecendo muita umidade.

     O esfagno é usado na composição de vasos de plantas, bonsais, orquídeas, carnívoras e como esponja para composição floral como um substrato alternativo ao xaxim.

     Algo muito interessante é que quando seco é usado como material absorvente na indústria de fraldas e absorventes femininos e é considerado mais adequado que o algodão devido ao seu potencial de retenção de água, sendo mais fresco e suave.

     E o uso não para por aí.

     Na horticultura é usado também como:

• Condicionador de solo;

• Cobertura de canteiros;

• Substrato para produção de mudas.

     Gostou de conhecer um pouco mais sobre o esfagno e aprender a utilizá-lo?

     Então que tal iniciar agora mesmo o cultivo de orquídeas ou plantas carnívoras?

     Você encontra o musgo esfagno para compra em nosso site clicando aqui.

Comments

comments

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *