Como cuidar de suculentas corretamente

15 Comentários

     Se você quer ter um jardim mas demanda de pouco espaço e tempo, nós temos a solução perfeita para você: suculentas.

     Elas são lindas, super fáceis de cultivar e são tão versáteis que podem ser usadas nos mais diversos tipos de decorações. Seja em quadro verdes ou vasinhos espalhados pela casa, elas trarão um charme todo especial ao ambiente.

     E está justamente aí uma característica importantíssima delas: elas são plantas que podem viver bem em ambientes internos.

     Além de consumir pouca água, existe uma variedade imensa de espécies que apresentam os mais diversos tipos de cores, formas e texturas.

     Uma informação indispensável e de conhecimento geral, é que a maioria dos cactos e suculentas precisa de contato direto com o sol para viver. No entanto, há espécies que preferem luz indireta ou poucas horas de exposição ao sol.

     É importante saber que as suculentas são intolerantes a ambientes de sombra. Por isso, é preciso separar um cantinho bem iluminado para elas.

     Caso você resolva cultivá-las em ambientes internos, o ideal é que as posicione bem próximas de janelas.

     Se você estava pensando em colocá-las em cantinhos como banheiros, estantes ou até mesmo mesa do trabalho, sentimos muito informar, mas pode esquecer. O que você NÃO pode esquecer, de forma alguma, é que luz é vida para as suculentas.

Regas

     O cuidado com as regas é um fator importantíssimo e que definirá a beleza e desenvolvimento de suas suculentas. Essas plantinhas precisam de pouca água para viver e por isso muitas pessoas acabam perdendo suas amiguinhas, pelo excesso.

     As folhas de suculentas são carnudas e fofinhas e há uma explicação para isso. As plantas armazenam água em seu interior, tornando-as resistentes à secas.

     Não há uma regra específica para as regas. Tudo dependerá da região em que você vive, do clima, da temperatura do local, do vaso que elas estão plantadas e claro, da quantidade de luz solar que estão recebendo.

     Mas a rega é prática e se formos estipular um padrão para elas, podemos defini-las de forma bem simples: no verão uma vez por semana e no inverno de uma a duas vezes por mês. E para realizar a rega, molhe apenas o solo. Evite que caia água sobre as folhinhas pois elas podem apodrecer.

     Você pode verificar se sua suculenta está precisando de água da seguinte maneira: Coloque um palito no solo, ou até mesmo o dedo. Se o solo estiver com a terra leve e solta, e seco, a água será bem-vinda. Porém, se ainda houver umidade, espere um pouco mais para realizar a rega.

Cachepôs

     Caso suas suculentas estejam em cachepôs é importantíssimo saber que elas deverão ser regadas sem eles. Coloque-as de volta apenas após verificar que a água já escorreu completamente.

     Isso evitará que as raízes fiquem em contato com a água, e consequentemente apodreçam.

Xícaras, terrários etc.

     Se você optou por cultivar suas suculentas em recipientes que não possuem furos, precisará fazer um sistema de drenagem para que suas plantinhas não apodreçam e nós explicaremos como.

     Esse sistema de drenagem, na verdade, é ideal e recomendado até mesmo para o plantio em vasos furados. No entanto, torna-se indispensável para o plantio em xícaras e terrários, pois como não há furos, não haverá por onde a água escoar.

     Falaremos dele mais adiante!

Substrato

     O melhor substrato para suculentas (e também para cactos) é a composição de areia de construção (areio de rio), terra adubada e pedriscos. Basta misturar duas partes de terra para cada duas partes de areia e finalizar com os pedriscos. Esses pedriscos podem ser perlita, cacos de telha ou até mesmo pedrinhas de construção.

     É necessário que a terra seja leve, sem torrões, para que possa drenar bem a água. As suculentas gostam de solo livre, que seja solto e bem arejado. Um solo leve.

     Se você mora em cidades litorâneas, aqui vai mais uma dica: Nunca utilize areia de praia. Esse tipo de areia contém altas doses de sal e isso prejudicaria (até mesmo mataria) sua planta.

     É importante realizar a finalização com pedriscos ou alguma outra cobertura no solo pois isso ajudará a reter a umidade, evitando assim a compactação do solo.

Montagem do vaso e plantio

     O primeiro passo para a montagem do vaso é criar uma barreira de drenagem.

     Adicione cascalho (pedrisco e cacos de telha também funcionam perfeitamente) ou argila expandida. Feito isso, cubra com uma camada de manta bidim ou TNT (aquele tecido encontrado em papelaria). A manta garantirá que o substrato não seja levado com a água durante as regas.

     Após isso, adicione o substrato.

     Pegue então a suculenta que deseja plantar com muito cuidado e carinho, pois são plantas sensíveis. Retire as folhinhas envelhecidas e limpe as que restarem com um pincel de cerdas bem macias. Segure a planta pela base e retire com o torrão todo.

     Coloque a suculenta no vasinho já com substrato, afofe com as pontas dos dedos e cubra o torrão com um pouco mais de substrato.

     Finalize fazendo a cobertura citada ali em cima, com pedriscos ou outros materiais.

Adubos e fertilizantes

     A adubação orgânica é sempre bem-vinda e uma das melhores e mais conscientes que há. Utilize sempre húmus de minhoca ou outro composto orgânico.

     Caso prefira optar por outros adubos, existem fertilizantes específicos para cactos e suculentas. O Forth Cactos é uma excelente opção para o desenvolvimento de cactos e suculentas e você o encontra clicando aqui.

     Basta seguir as instruções da embalagem e pronto, suas amiguinhas vão amar!

Agora você já pode cultivar suculentas com prazer e sem o risco de perder suas plantas. Demais, né?!

     E que tal aprender a decorar utilizando essas adoradas verdinhas? Veja um conteúdo exclusivo aqui do blog sobre decoração com suculentas clicando aqui.

     Bom plantio e boa decoração! 💚

15 respostas para "Como cuidar de suculentas corretamente"

  • Estou sempre de olho nas explicações sobre como cuidar de cactus e suculentas e essa foi realmente uma das melhores que vi até hoje. Parabéns!!!! e gratidão!

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *