Lendo agora
Palmeiras para jardim: conheça os tipos e opções

Palmeiras para jardim: conheça os tipos e opções

palmeiras para jardim

As palmeiras são as favoritas do paisagismo de jardins residenciais e de áreas de lazer!

Como são consideradas de baixa manutenção, porque há menos queda de folhas ou necessidade de podas, tornaram-se muito populares no paisagismo ao redor de piscinas, nos canteiros de casas de campo e até em espaços pequenos, como varandas gourmets e jardins de inverno. 

Quer saber mais sobre os tipos de palmeiras, porte de cada variedade e quais as preferências? Continue a leitura! 

Tipos de palmeiras para jardim

Há várias opções de palmeiras para jardim, de portes e tipos de folhas diferentes. Antes de escolher, leia as características de cada uma e veja a que melhor se adapta às condições do espaço disponível no jardim da sua casa ou área de lazer.

  • Palmeira real 

A palmeira real (Archontophoenix cunninghamiana) é uma das variedades mais comuns nos jardins residenciais.

A popularidade deve-se às características ornamentais da planta, que é alta – costuma chegar a mais de 20 metros – e pode ser cultivada isoladamente ou em grupo, favorecendo o paisagismo. 

palmeira para jardim

  • Palmeira fênix 

A palmeira fênix (Phoenix roebelenii), popularmente conhecida como palmeira-anã, tem como principal característica o crescimento lento. Por esse motivo, é a opção ideal para espaços menores e uso paisagístico. 

Costuma atingir de 2 a 4 metros e se desenvolve em espaços de sol pleno ou de meia-sombra. 

palmeira para jardim

  • Palmeira licuala

A Palmeira licuala (Licuala grandis) também é de pequeno porte, chegando a aproximadamente 3 metros. O crescimento é lento e o cultivo é recomendado para ambientes externos, embora também se desenvolvam em áreas internas que recebem alta luminosidade. 

As folhas em formato de leque dão o toque ornamental da planta e também é a característica pela qual é popularmente conhecida.

palmeira para jardim

  • Palmeira Washingtonia

É conhecida como “palmeira-de-saia” (Washingtonia filifera) e chega a até 20 metros. Além das folhas em formato de leque e da copa aberta, o tronco também chama atenção pelas folhas mortas que não caem e formam uma saia.

É indicada para jardins residenciais, de condomínios e para arborização de canteiros de avenidas. 

Palmeiras para jardins pequenos e varandas 

Você sabia que não é necessário ter um espaço grande para usufruir das belezas das palmeiras? Muitas delas podem ser cultivadas até mesmo em vasos médios!

Confira a lista, escolha sua favorita e mãos à terra! 

Palmeira chamaedora elegans

Luminosidade: aprecia ambientes internos e bem iluminados. Pode ser exposta a sol direto do início da manhã ou do entardecer

Rega: de uma a duas vezes por semana 

Como cuidar: coloque o vaso em um local onde haja sol direto do início da manhã ou entardecer 

palmeira chamaedora elegans

Palmeira raphis

Luminosidade: luz intensa indireta ou meia-sombra

Rega: de uma a duas vezes por semana

Veja também
o que plantar no outono - frutíferas de caroço

Como cuidar: evite luz solar direta, pois perde cor e mantenha o substrato úmido

vasos decorativos

Palmeira areca bambu

Luminosidade: aprecia ambientes internos e bem iluminados

Rega: de uma a duas vezes por semana 

Como cuidar: evite exposição ao sol por muitas horas e mantenha o substrato sempre úmido

Palmeira raphis em vaso grande. Embaixo do vaso há um suporte com rodinhas.

Beaucarnea (Beaucarnea ssp)

Iluminação: suporta sol direto e prefere locais externos bem iluminados

Rega: de uma a duas vezes por semana 

Como cuidar: faça troca de vasos para garantir espaço e nutrientes 

Dicas de cultivo e ideias de plantio

Gostou de aprender sobre os tipos de palmeiras e quais as opções para jardins pequenos ou varandas? Aqui no blog você encontra centenas de artigos com ideias de plantio e dicas de cultivo! Confira:

suporte de chão para vasos decorativos

Comments

comments

Comentários (0)

Deixe uma rsposta

Your email address will not be published.


© 2020 Blog da Plantei. Todos os Direitos Reservados.
Voltar para o topo