Como fazer sua orquídea florir

11 Comentários

     Não é raro lermos em diversos cantos da internet o seguinte questionamento: Por que minhas orquídeas não florescem?

     Vira e mexe nós vemos aqui no blog ou no Instagram algumas pessoas perguntando o motivo do não florescimento de suas plantas, mesmo com tantos cuidados detalhados.

     Existem diversos motivos para o não florescimento de uma planta, mas dois deles se destacam e são, na maioria das vezes, responsáveis por este acontecimento.

     São eles: iluminação insuficiente e a falta de nutrientes. Principalmente fósforo e potássio.

     Com isso nós constatamos o que? Que recebendo uma boa dose de luz natural e tendo os nutrientes suficientes que elas precisam, qualquer orquídea pode florir. Até mesmo as que não fazem isso há muito tempo.

     Parece mágica, e de fato é tão simples como se fosse!

     Nitrogênio, fósforo e potássio são nutrientes que as plantas usam em boas quantidades para seu desenvolvimento. Porém, nem só desses nutrientes vive uma planta.

     Falando de uma maneira bem superficial, o nitrogênio (N) regula a fotossíntese, o crescimento e também a construção de proteínas e aminoácidos.

     O Fósforo (P) faz com que as raízes se desenvolvam bem, e junto ao Potássio (K) e Boro (B) trabalha na construção de flores, frutos e folhas.

     Sem esses nutrientes, uma planta frutífera irá produzir frutos pequenos e secos. As leguminosas e ervas ficarão com suas folhas azuladas ou púrpuras. E nossas amigas orquídeas, não irão florescer.

     Então como fazer uma orquídea cultivada em vasos florescer de forma saudável? Fornecendo à ela os nutrientes que ela precisa para realizar essa função!

     O ideal é realizar a aplicação de adubo regularmente, seja ele mineral (o conhecidíssimo NPK) ou orgânico (muito procurado e a grande preferência de muitas pessoas: osso, bokashi, entre outros.).

     A manutenção para aplicação dependerá muito do tipo de adubo que você escolher. Esses adubos podem ser granulados, líquidos ou até mesmo em pastilhas. Sejam eles de absorção rápida ou liberação lenta.

Sobre a luminosidade

     Você realiza as adubações periodicamente e mesmo assim a sua orquídea insiste em não florescer?

     Então vamos à segunda possibilidade. A falta de luz natural.

     Sabe aquela história “Orquídea não gosta de sol”? Pois é, não é verdade!

     A grande maioria das orquídeas gosta sim de uma pequena quantidade de sol fraco. Aquele do começo do dia, logo do início da manhã.

     Experimenta adaptar a planta aos poucos. Dendrobium, Cattleya, Oncidium, Phalaenopsis e muitos outros gêneros poderão se dar bem e aproveitar o sol das 6h às 9h.

     É preciso que essa luz solar tenha contato direto com as folhas da planta. Mas, atente-se bem: aquele sol bem fraquinho, do início da manhã.

     Existem ainda gêneros mais rústicos que podem ficar expostos ao sol pleno por várias horas diárias. Alguns deles são Epidendrum, Cyrtopodium, Arundina e outras orquídeas terrestres.

     Para que você consiga perceber se o problema é de fato a falta de luz, aproxime aos poucos a planta de um local que receba a luz natural. Realize esse processo lentamente, colocando a planta próxima a luz um pouquinho por semana. É preciso que a planta se adapte.

     Você notará a diferença na planta!

     Em nossa loja você encontra os mais diversos tipos de adubos, vasos e outros itens para potencializar o seu cultivo de orquídeas.

     Clique aqui e confira!

     Bom cultivo! 🌸

11 respostas para "Como fazer sua orquídea florir"

  • Ótimo e esclarecedor o artigo sobre a arte de cultivar essas maravilhas da natureza, tão apaixonantes. Aguardo novos posts brindando-nos com tão ricos conhecimentos sobre as orquideas.
    Grato.

  • boa tarde
    adorei a sua publicação sobre os cuidados das orquideas
    mais gostaria que vc falasse sobre as VANDAS
    pois estou com muita dificuldade

  • O único local onde posso colocar as minhas orquídeas, é na área de serviço, onde não bate sol direto, mas tem luminosidades; fraca, mas tem.
    Os demais ambientes do meu apartamento, bate aquele sol da tarde, muito forte.
    Será que as Epidendrum, Cyrtopodium e Arundina poderão gostar desse sol forte?
    Moro no Rio de Janeiro e o calor é intenso.
    Obrigada.

    • Sou do Rio também é pela experiência que eu tenho, só a arundina aguenta sol direto no verão, e mesmo assim durante algumas horas e regando todo dia de manhã. As outras espécies que vc citou são bem mais chatas quanto ao sol direto, só aguenta outono/inverno aqui no Rio.

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *