Lendo agora
Plantas pendentes: conheça 15 opções

Plantas pendentes: conheça 15 opções

jade azul - planta pendente
[video src="https://www.youtube.com/watch?v=zy5QeXYIM1M&t=1s"]

O uso de plantas pendentes faz toda a diferença na decoração de ambientes internos e externos. O efeito “cascata” chama a atenção e há opções para todos os gostos: de cultivo a meia-sombra, exposta ao sol, com folhagens verdes exuberantes e as que também dão flores.

Neste artigo indicamos 15 opções de plantas pendentes e fornecemos dicas de solo, luminosidade e regas para cultivá-las com sucesso. Boa leitura!

1 – Jiboia

jiboia - planta pendente

Folhagens verdes, brilhantes e longas! A jiboia é um dos nomes mais citados quando se fala em plantas pendentes, principalmente para cultivo em áreas internas, já que ela também se adapta bem em espaços mais fechados. Aqui neste artigo você encontra todas as dicas de plantio para manter sua jiboia saudável.

É considerada uma planta de fácil cultivo e indicada para iniciantes nesse mundo. Mas atenção: elas são tóxicas para pets e também crianças.

A jiboia é uma planta que também pode ser cultivada na água, basta cortar um ramo com 6 folhas e colocar em um recipiente limpo, que deve ser mantido em local bem iluminado, mas que não seja exposto ao sol direto. A frequência de troca é a cada 2 dias.

Dica de decoração: jiboias ficam ainda mais bonitas em macramês ou quando a folhagem vai percorrendo o ambiente – pode ser uma estante, uma prateleira com objetos decorativos ou até uma tela fixada na parede – trazendo ainda mais vida ao ambiente!

2 – Hera

hera - planta pendente

A hera (Hedera helix e Hedera canariensis) é uma das plantas pendentes mais fáceis de cultivar. Ela gosta tanto de sombra ou meia-sombra e se adapta bem a ambientes internos e externos. Outro uso comum da hera é como planta trepadeira, sendo guiada em cercas ou muros.

Os cuidados são fáceis: o solo deve ser rico em matéria orgânica, como húmus de minhoca. Já as regas devem ser moradas, 3 vezes por semana, sem encharcar o solo.

Dê o play no vídeo e conheça mais sobre essa planta:

3 – Dinheiro-em-penca

Conhecida como tostão ou dinheiro-em-penca essa espécie é uma ótima opção para cultivar como planta pendente em vasos suspensos. Além da beleza, existe a superstição de que, ao ganhá-la, o cultivador chamará mais dinheiro.

 

O solo para o tostão deve ser fofo e rico em matéria-orgânica. Assim como a hera, se for cultivada no chão, torna-se rasteira, cobrindo a superfície. Uma dica especial: a dinheiro-em-penca deve ser cultivada na sombra e em ambientes com clima moderado, já que não toleram climas muito quentes. As regas podem ser a cada 2 dias.

4 – Barba de Moisés

Quer uma opção de planta pendente delicada e com um tom de verde bem escuro? Escolha a barba de Moisés (Soleirolia soleirolii) que é uma planta de pequeno porte ideal para forrações. Pode até ser cultivada em vasos com outras espécies, desde que não sejam plantas antagônicas.

Essa espécie se adapta bem aos ambientes internos e externos. Gosta de receber sol direto por algumas horas, mas dê preferência pelo do início da manhã. A exposição a luminosidade influencia na floração. As regas devem ser feitas a cada dois dias.

5 – Corações emaranhados

A nossa recomendação para quem ama plantas delicadas é a corações emaranhados (Ceropegia woodii), um tipo de suculenta ideal para cultivo interno. Adepta da meia sombra, o ideal é que ela receba apenas o sol do início da manhã. As regas não precisam ser tão frequentes: 2 vezes por semana, sem encharcar o solo do vaso.

6 – Sapatinho de judia

sapatinho de judia

Sapatinho-de-judia é versátil: pode ser usada como trepadeira, planta pendente ou ornamental. A floração é marcante: são longas e com coloração amarela com marrom avermelhado, que fazem contraste com o verde escuro das folhas.

Dicas de cultivo: mantenha a sapatinho-de-judia a pleno sol ou meia sombra, em solo fértil e enriquecido com matéria orgânica, com regas regulares. E atenção: a planta não tolera frio intenso ou geadas.

7 – Jade Azuljade azul

Os tons azulados e a beleza da jade azul (Strongylodon macrobotrys) chamam muito a atenção. Planta trepadeira e pendente, a espécie é indicada para ambientes externos e fica muito bonita no paisagismo de jardins, principalmente em pergolados.

A floração acontece principalmente durante a primavera e o verão.

Dicas de cultivo: mantê-la a sol pleno ou meia-sombra, e sempre em solo fértil e enriquecido com matéria orgânica. A jade azul gosta de umidade, portanto a irrigação deve ser regular.

8 – Peperômia

De planta comum no quintal à “queridinha” do Pinterest, essa espécie de peperômia (Peperomia serpens) é muito indicada para cultivo interno. Em vasos suspensos, podem se tornar o ponto de atenção da decoração.

O cultivo é muito fácil: devem ser posicionadas à meia sombra e não é recomendado que receba sol diretamente em suas folhas. O solo, assim como de outras plantas pendentes que já mencionamos, deve ser rico em matéria orgânica. As regas podem ser frequentes.

9 – Peperômia (melancia)

Esse tipo de peperômia de nome científico Peperomia argyreia também é comumente cultivada em ambientes internos. Ela não tolera sol forte, que pode queimar suas folhas, portanto, mantenha-a em um local que receba apenas o sol do início da manhã.

Ela cresce com facilidade, desde que receba condições adequadas: regas frequentes (mas sem encharcar o substrato) e solo leve.

planta para cada ambiente

10 – Avenca

A avenca se desenvolve muito bem em ambientes externos e é muito comum encontrá-la na natureza. Para cultivo doméstico, a planta não é das mais fáceis: gosta de umidade e clima quente, mas não tolera o sol em suas folhas.

As regas podem ser diárias e o solo deve ser bem drenado, para não acumular água nas raízes da planta.

Dica importante: a escolha do local de cultivo da avenca faz toda a diferença para um bom desenvolvimento da planta. Posicione o vaso em um local que seja arejado, mas que não receba ventos muito fortes.

11 – Lambari

Os tons roxos misturados ao verde trazem um diferencial para a decoração! A lambari é uma planta pendente fácil de cultivar: aprecia luz e regas moderadas de, aproximadamente, duas vezes por semana.

12 – Cordão de pérolas

cordão de pérolas - planta pendente

Há várias suculentas que ficam lindas em vasos altos, criando um efeito cascata, mas devido ao peso, acabam cedendo. Não é o caso do cordão de pérolas. De tipo leve, é muito fácil cultivá-lo: gosta muito de luz, mas não de sol forte e as regas precisam ser frequentes.

Confira nosso e-book sobre como cultivar e multiplicar suculentas acessando este link!

13 – Flor de maio

A flor de maio (Schlumbergera truncata) é uma das plantas pendentes que dão flores, por isso são muito populares em jardins. Esse tipo de cacto deixa qualquer ambiente com mais vida, afinal, a floração em tons de rosa é intensa.

Geralmente a floração acontece no início do inverno, mas pode variar de acordo com a região e as condições climáticas.

O solo indicado para cultivo da flor de maio é leve e bem drenado, para que não haja acúmulo no fundo do vaso. A planta deve ser posicionada em um local que receba bastante luz e seja arejado, mas não tolera bem sol direto em suas folhas.

Veja também
planta janaúba

14 – Petúnias

petunia em vaso alto

Outro tipo de plantas pendentes que dão flores são as petúnias. E a vantagem é que elas podem se manifestar em diferentes colorações: rosa, roxo, vinho, branco, amarelo. Para garantir um vaso colorido, é fundamental manter a planta exposta a luz solar direta.

Outras dicas de cultivo: o solo deve ser rico em matéria orgânica e com ótima camada de drenagem para não apodrecer as raízes. A irrigação é moderada e ela costuma se adaptar bem a temperaturas mais elevadas e também mais baixas, a depender da região.

As petúnias podem ser propagadas por estaquia ou sementes. Clique aqui e veja o artigo completo sobre cuidados, cultivo e como plantar petúnias por sementes.

15 – Samambaias

A samambaia é um clássico entre as plantas pendentes e pode ser cultivada na sombra, em vasos altos ou suspensos.

O plantio pode ser feito no xaxim de palmeira ou em outros tipos de vasos. A espécie é resistente e ama umidade, mas não pode ser exposta a ventos fortes. A terra para recebê-la pode ser preparada com: terra vegetal, um pouco de areia de construção e húmus de minhoca (matéria-orgânica).

Clique aqui e aprenda como retirar mudas das samambaias.

Plantas pendentes de sol

  • Trapoeraba-roxa
  • Sapatinho de judia
  • Jade azul

Plantas pendentes de meia sombra

  • Tostão / Dinheiro em penca
  • Barba de Moisés
  • Corações emaranhados
  • Jiboia*
  • Hera*
  • Peperômia
  • Avenca
  • Peperomia serpens
  • Peperomia melancia
  • Flor de maio

Plantas pendentes que dão flores

  • Petúnias
  • Cordão de pérolas
  • Flor de maio
  • Jade azul
  • Sapatinho-de-judia

Onde cultivar plantas pendentes?

Vasos suspensos: fazem toda a diferença na decoração, criando um ponto de destaque no ambiente. Além disso, também ajudam com a otimização do espaço, caso você não tenha muitos locais para cultivos. Também podem ser encontrados pelo nome de “cuia” e acompanham vaso, corrente ou alça plástica e prato.

vasos suspensos

loja plantei

Vasos autoirrigáveis: são indicados para as espécies que precisam de irrigação mais frequente e não toleram períodos de seca. Outra vantagem do vaso autoirrigável é que não há vazamentos nas superfícies ou chão, facilitando o cultivo de plantas pendentes no alto ou suspensas.

Tripés: para quem ama decoração, colocar plantas suspensas em tripés para plantas faz toda a diferença. Sua verdinha vai ganhar ainda mais destaque!

tripé para plantas pendentes

Xaxim de palmeira: algumas espécies de plantas pendentes, como a avenca e a samambaia se adaptam bem ao cultivo no xaxim de palmeira. O principal benefício é que as fibras retêm 70% de umidade e os nutrientes presentes no solo.

samambaia no xaxim de palmeira

Em treliças: fixar argolas em treliças verticais é uma ótima forma de cultivar plantas pendentes. Você pode trocá-las de altura e combinar diferentes espécies.

Nichos: vasos no formato nicho fixados à parede recebem bem plantas com efeito cascata, tornando-se um ponto central na decoração.

Gostou das nossas dicas? Quer receber mais informações sobre plantas e jardinagem diretamente na sua caixa de e-mails? Inscreva-se no formulário abaixo:

Comments

comments

Comentários (0)

Deixe uma rsposta

Your email address will not be published.


© 2020 Blog da Plantei. Todos os Direitos Reservados.
Voltar para o topo